interna-laranja.jpg

Alongamento

Valores
1 sessão R$150,00 - R$300,00

4 sessões R$ 500,00 - R$800,00

O alongamento é feito para esticar os músculos, aumentar o bem estar e a elasticidade da musculatura. É uma forma de tratamento muito indicada para pessoas que trabalham a maior parte do tempo sentadas, na frente de um computador, ou idosos que se sentem sem flexibilidade.

Benefícios

Ajuda na circulação do sangue, evita problemas como LER ou tendinite e é eficaz no combate a problemas de sedentarismo.



Mais sobre a técnica

O alongamento é feito para esticar os músculos, aumentar o bem estar e a elasticidade da musculatura. É uma forma de tratamento muito indicada para pessoas que trabalham a maior parte do tempo sentadas, na frente de um computador, ou idosos que se sentem sem flexibilidade. A regra básica de trabalhos sentados é: levantar a cada 50 minutos e fazer alguma outra atividade (tomar água ou café, por exemplo). Isto ajuda na circulação do sangue e evita problemas como LER ou tendinite. Alongamento também é eficaz no combate a problemas de sedentarismo. Pessoas que trabalham sentadas mais que 5 horas por dia, deveriam levantar de vez em quando e alongar. Alongamento terapêutico é quando o massagista alonga um paciente, aliviando a dor devido à musculatura tensa, curta ou travada.

O alongamento ou “stretching”, como é chamado em inglês, começou a ficar popular nos anos 80 e foi desenvolvido para esticar os músculos, aumentar a flexibilidade, o bem estar e a elasticidade da musculatura. Mas o alongamento existe há muito mais tempo. Os antigos gregos alongavam antes das competições e lutas nas Olimpíadas da época. Mais recentemente é que o alongamento passou a fazer parte da nossa vida. Quem vai para a academia alonga antes ou depois dos exercícios, nós alongamos depois de correr no parque, existem cursos de alongamento, alongamos no trabalho durante a ginástica laboral... Quem tem costume de alongar os músculos principais todos os dias, melhora vários aspectos. Os músculos relaxam, a pessoa fica mais flexível e as dores nas costas, no pescoço e nas pernas melhoram. 

Muitos esportistas têm hábito de alongar depois ou antes de um exercício. Mas pesquisas no mundo inteiro levantam a hipótese de que o alongamento pode melhorar e também piorar o desempenho dos atletas. Estamos falando de explosão. Pelo o que tudo indica, o alongamento é bom para o relaxamento e para prevenir lesões. Porém, reduz um pouco da dinâmica e da explosão. Imagine uma corda no arco e flecha. Tee que ser bem apertada para funcionar. Por isso, muitos atletas de esportes explosivos preferem não alongar antes da prova ou da competição. Alguns esportes que poderiam ser chamados explosivos: salto em altura, salto à distância, todo tipo de arremesso e corridas de curta distância. Mas, é claro, nós estamos falando de poucas diferenças. O ganho pode ser calculado em 0,5% o que, para um amador ou um atleta de hobby não faz muita diferença. Para um atleta de elite, claro, todo ganho é importante.

Há diversas maneiras de alongar os músculos. Antigamente, as pessoas alongavam dinamicamente, isto é, com movimento. Fazendo uma extensão e depois uma flexão do ombro, por exemplo. Hoje em dia, o alongamento estático é o mais comum. Porém, há linhas que defendem a teoria de várias repetições de movimento para um bom alongamento.

Alongamento é uma forma de tratamento muito indicada para pessoas que trabalham a maior parte do tempo sentadas ou fazendo movimentos repetitivos, como por exemplo, na frente de um computador, no caixa do supermercado, ou ainda idosos e gestantes que se sentem sem flexibilidade. A regra básica para quem trabalha sentado ou faz qualquer trabalho repetitivo é: levantar a cada 50 minutos e fazer alguma outra atividade como tomar água, subir ou descer uma escada. Estes movimentos ajudam na circulação do sangue e evitam problemas como LER e tendinite.

Alongamento também é eficaz no combate a problemas de sedentarismo. Pessoas que trabalham sentadas mais que 5 horas por dia, deveriam levantar de vez em quando e alongar. A prática dá aos músculos uma chance de relaxar.

Existem dois tipos de alongamento: o passivo, em que a pessoa mesma se alonga, e o terapêutico, em que o massagista alonga um paciente, aliviando a dor gerada pela musculatura tensa, curta ou travada.

O alongamento é normalmente combinado com corridas e ginástica. Quando o corpo se movimenta, os músculos contraem e depois alongam. Se um músculo específico contrai, o outro músculo que faz o trabalho contrário, chamado de antagonista, alonga. Esta técnica pode ser usada no tratamento da tendinite. O antagonista é usado para fazer um movimento e puxar o músculo que está com tendinite, para não forçar o músculo lesado.

Há várias formas de alongar. As mais comuns são:

  • Alongamento estático
  • PNF – Proprioceptiva/Neuromuscular/Facilitação
  • Inibição recíproca
  • CRA – Contração/Relaxamento/Alongamento

O alongamento tem anos de estudos e é considerado uma forma muito boa de tratar problemas no aparelho motor. Mas para ter efeito, precisa ser praticado diariamente.



© Bergqvist Cursos de Massagem   |   Sitemap   |   Créditos   |   Massagem em Outras Cidades